O papel do Técnico de Apoio Psicossocial no voluntariado

Autor: Débora Silva

NºRegisto: 3745

Introdução:

Ao fim destes três anos, temos um desafio a conquistar – a
concretização da “Prova de Aptidão Profissional”, onde é proposto realizar um
trabalho, sobre um determinado tema, no entanto, espera-se que o mesmo seja do interesse do curso que estamos a frequentar. Desta forma, a presente prova incide no “Papel do Técnico de Apoio Psicossocial no voluntariado1”.
O presente trabalho foi realizado no âmbito da conclusão do curso
Técnico de Apoio Psicossocial, ministrado pela Escola Profissional Atlântico.
O trabalho apresenta definições sobre o perfil de um voluntário, os seus
direitos e deveres, o voluntariado e os princípios do trabalho voluntário.
Este estudo tem como objetivo geral verificar e demonstrar a importância
do voluntariado no combate à discriminação, exclusão social e pobreza que, nos tempos atuais, tanto caracterizam a população madeirense. Contudo, também foi realizado para demonstrar a importância do voluntariado e o papel do Técnico de Apoio Psicossocial no mesmo.
O voluntariado é um tema que está presente no mundo das
organizações. Ainda que esta atividade não seja algo novo, apresenta-se
atualmente de uma forma mais organizada, sistemática e formal. As
motivações para o trabalho voluntário são diversas, desde uma necessidade
intrínseca do que se costuma chamar de “fazer o bem”, vinculado a questões religiosas, ou até mesmo relacionado a causas específicas, podendo este trabalho assumir uma denotação mais militante.
O trabalho encontra-se dividido em quatro partes. A primeira parte é a
importância do voluntariado e algumas instituições que o praticam e qual os papéis das mesmas, ou seja, o objetivo e a missão de cada uma delas. A
segunda parte incide no voluntário, o seu perfil, os seus direitos e deveres,
entre outros.
A terceira parte incide no “Papel do Técnico de Apoio Psicossocial” e no
perfil de desempenho deste profissional num trabalho voluntário. Por último, a quarta parte aborda a atividade prática que desenvolvi atendendo à temática estudada, de forma a compreender como e o que podemos fazer para ajudar aqueles que necessitam da nossa ajuda, ficando assim despertos para a importância de ajudar estas pessoas que muitas das vezes só precisam de um ato de generosidade para sorrirem e até nalguns casos, poderem viver melhor.
No decorrer de todo este processo serão realizadas auto-avaliações2 do
mesmo, uma vez que a avaliação de um projeto é um elemento importante,
pois é através delas que fazemos uma análise do trabalho realizado,
determinando o grau de assimilação dos conceitos e técnicas desenvolvidas ao longo do trabalho, bem como ajudam a melhorar a metodologia do mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *