Madeira Summer Sport

Autor: Philip Martins Freitas

NºRegisto: 3877

Introdução:

O projeto Madeira Summer Sport foi algo que escolhi realizar pois, como
habitante da Região Autónoma da Madeira, na minha opinião e penso que na de muitos, a Quinta Magnólia é algo que foi posto de lado e esquecido, ou seja, é um local que se encontra em estado de degradação, as infraestruturas que lá se encontram não estão a ser utilizadas por esse motivo e mesmo sendo um local com bastante potencialidade não se está de momento a fazer proveito deste local.
Este projeto consiste na elaboração de um evento desportivo em que os
desportos centrais são a natação e o ténis. Este evento consiste em torneios realizados ao longo de duas semanas, uma para cada um dos desportos. Tem como finalidade promover o Funchal, a quinta magnólia, os desportos em questão, como também incentivar a prática de desporto em si, mas mais importante voltar a fazer da quinta um espaço de lazer e desportivo, com a promoção deste evento.
O Madeira Summer Sport será realizado, como já referido anteriormente,
para reaproveitar um espaço que atualmente se encontra perdido, fazendo
proveito do local em que se encontra e do espaço em si.
Este trabalho encontra-se dividido em duas partes, começando com o
desenvolvmento teórico. Este inicia-se inicia-se com uma descrição da palavra turísmo e uma breve explicação de alguns dos varios tipos de turismo.
Encontra-se posteriormente a história do turismo na Madeira, onde
explico como é que o turismo foi evoluindo ao longo do tempo na ilha, dando um pouco mais de enfâse na fase inicial de turismo, como os primeiros turistas e hoteis. A Madeira é um local onde turismo predomina, assim sendo, abordei alguns dos eventos, festas e festivais mais populares na região. Em seguida, um capitulo dedicado aos desportos que irão ser praticados durante este evento, onde se encontram varios tópicos, desde uma definição dos mesmos, a sua origem, regras, equipamento, estilos, torneios, provas e o local onde são praticados, sendo estes o campo de ténis e a piscina.
A segunda parte deste trabalho denominada de desenvolvimento prático
inicia-se com a definição e organização de evento e torneio passando depoispara o evento em sí, onde se encontram tópicos como, a sua localização e objetivos a alcançar, seu estado atual e a requalificação da quinta Magnólia.
Posteriormente está a descrição do evento, nomeadamente uma breve
explicação do porquê o Madeira summer Sport será realizado no tempo
escolhido, em que consiste e como será estruturado. Seguidamente encontrase o orçamento deste projeto, dentro deste mesmo tópico estão quais as parcerias e patrocínios que serão usados, como também os seus respetivos papéis durante esta atividade. Ainda dentro do orçamento está o marketing, onde encontram-se as várias estratégias de divulgação que serão usadas para se dar a conhecer o Madeira Summer Sport ao público.
Numa fase final do projeto está a análise SWOT ao evento, apontando
quais os seus pontos fortes e fracos, como também as suas oportunidades e ameaças.
No fim está a conclusão do trabalho e esta contém desde os problemas
e obstáculos até às soluções encontradas durante a realização deste projeto,
sendo este o Madeira Summer Sport.
Todos estes passos foram supervisionados pelo professor Miguel
Chicória, nos quais foram usados meios como o anteprojeto, grelha de
autoavaliação e grelha de avaliação (c.f. anexo I a III). O anteprojeto, como o próprio nome indica é algo realizado antes do projeto em sí, ou seja, para
determinar o básico do projeto, como os objetivos a alcançar e estratégias para a sua execução. A grelha de autoavaliação é a autoavaliação realizada após a conceção do projeto, do desenvolvimento do mesmo e da conclusão do projeto final.
Usando estes meios foi possivel ter a prova de aptidão profissional
sempre supervisionada e avaliada ao longo do tempo da realização da mesma.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *